A beleza da Matemática

"Os padrões criados pelo matemático, como os do pintor ou do poeta, devem ser belos; as ideias, como as cores ou as palavras, devem se encaixar de um modo harmonioso. A beleza é o primeiro desafio: não existe lugar permanente no mundo para a matemática feia". G. H. Hardy


Since 06/06/2013

domingo, 9 de junho de 2013

Régua Operatória - Sem medo dos números negativos

Régua Operatória

Sem medo dos números negativos

Uma régua de cartolina ajuda os alunos a entender que a escala numérica não começa no 0.

Publicado em NOVA ESCOLA Edição 133, JUNHO 2000.
Priscila Ramalho (novaescola@atleitor.com.br)

  • Calcular 2 + 3 com a ajuda dos dedos não é tarefa das mais complicadas para as crianças que estão ingressando no mundo dos números. Quando, mais tarde, a conta vira 2 — 3, tudo muda de figura. Num primeiro momento, os alunos chegam a dizer que essa é uma questão impossível de ser resolvida. Para ajudá-los a fazer os primeiros cálculos envolvendo números negativos, a professora Leda Maria Bastoni Talavera, do Colégio Campos Salles, de São Paulo, utiliza uma régua operatória. 
  • Feita de cartolina, ela é formada por duas retas numéricas que vão do -9 ao 9 e se movem para a direita e para a esquerda, permitindo resolver somas e subtrações. "Movimentando as escalas, o estudante compreende cada passo da operação e chega mais facilmente ao resultado", explica Leda. 
  • A régua, construída pelos próprios alunos, é utilizada apenas nas duas primeiras aulas em que o assunto é abordado. "Depois que eles entendem o raciocínio acabam deixando o material de lado e fazem, sem dificuldade, até as contas com valores maiores." 
  • Para a professora Ruth Ribas Itacarambi, membro do Centro de Aperfeiçoamento do Ensino da Matemática, da Universidade de São Paulo, a régua operatória é uma ferramenta interessante por permitir a aprendizagem sem lápis nem caderno. "Quando manipula as lâminas, o jovem vê os componentes do cálculo de maneira concreta, prática sugerida pelos Parâmetros Curriculares Nacionais", afirma. 

Veja como é fácil calcular 


Acompanhe a resolução do exemplo abaixo:






Exemplo: 
Faça sua régua e ensine a turma
 
1º passo



1. Corte um retângulo de cartolina de 22 x 8 centímetros. Trace uma reta no centro e a gradue de —9 a 9, deixando 1 centímetro de espaço entre os números e nas pontas.

2º passo


2. Em outro retângulo de 22 x 6 centímetros (cortado em cor diferente), abra uma janela central de 20 x 2 centímetros. Abaixo da abertura, trace uma escala numérica igual à anterior.
  

3º passo


3. Sobreponha as duas partes e dobre as extremidades da maior sobre a menor.




4º passo


4. Com a régua fechada, a posição dos números nas duas escalas tem de coincidir.